12 janeiro 2006

Direito de resposta

Para o comentador "anónimo" do post anterior, nas palavras dos muy amados e mesmo venerados Monty Python:

"Sit on my face, and tell me that you love me.
I'll sit on your face and tell you I love you, too.
I love to hear you moralize,
When I'm between your thighs;
You blow me away!

Sit on my face and let my lips embrace you.
I'll sit on your face and let my love be truly.
Life can be fine if we both sixty-nine,
And we'll sit on our faces in all sorts of places and play,
'Till we're blown away!"

5 comentários:

Anónimo disse...

I rest my case.
Antonymous.

didiefe disse...

...deixa-me sair de fininho...shshsh

wind disse...

Estas "guerras" em blogs são completamente idiotas!

Rosmaninho disse...

E falar do que não se sabe ainda é pior! Ai, môri, vê lá que eu própria ia ralhar com o senhor anónimo quando percebi que que ele era verdadeiramente antonymous. E calei-me, a bom tempo, com umas boas gargalhadas. Beijas. R

Uxka disse...

Dary e Rosmaninho... "Hómes"!

Wind, és um amor! Obrigada pela solidariedade e apresento-te desde já o Anónimo taradão, que não é senão o "home" cá da casa. Bom rapaz e recomenda-se, gosta é de puxar a "brasa à sua sardinha". Neste caso específico, achou que o Shakespeare não é brasa suficiente para a dita dele. Qualquer dia queima-se!
É bom ver-te por aqui...
Beijinho