20 janeiro 2006

Loja do Cidadão

Hoje fui à Loja do Cidadão pouco antes das 19h00.
À minha frente entrou um homem dos seus oitenta e muitos, andar arrastado, homem de campo sem dúvida, tendo em conta as botas e o chapéu que já tinha visto melhores dias enfiado na cabeça. Tinha um ar deslocado como se fosse a primeira vez que entrava ali e vi que se dirigia à recepção. Avancei para o meu atendimento, lá bem no fundo, e passados uns 10 minutos vejo o velhote avançar para um balcão do outro lado do corredor em amena cavaqueira com uma recepcionista que lhe acompanhava o passo vagaroso e já com os papéis dele nas mãos.
Como havia alguém a ser atendido, ela aguardou e foi explicando como se tirava a senha. Quando chegou a vez dele, puxou-lhe a cadeira para se sentar, virou-se para a funcionária, entregou os papéis, explicou-lhe o assunto e, por fim, virou-se para ele e disse-lhe algo do género "...esta senhora vai tratar de tudo..." ou assim. Despediu-se, ele levantou-se e apertou-lhe a mão evidentemente agradecido.
Enquanto voltava a sentar-se, a recepcionista fez um sinal discreto a um outro funcionário por detrás do balcão e apontou para o velhote e para a saída. Ele percebeu e fez um sinal com a cabeça. Que sim, que o acompanharia até à porta.
Quem me conhece, sabe o bem que digo desta Loja do Cidadão. Não sei como funcionam as outras, mas esta "enche-me as medidas". Para além da vantagem evidente de se ter uma série de serviços ali todos à mão, é o atendimento que me deixa espantada!
Nas poucas vezes que precisei de entrar em repartições, vi de tudo: funcionários a falar ao telefone ou com o colega ignorando olimpicamente quem está do outro lado do balcão, a atender sem um simples "bom dia" que a boa educação pede, com um ar de perfeito enfado e sem qualquer ponta de boa vontade e predisposição para ajudar os utentes. E a situação piorava quando apanhavam pela frente um destes velhotes ou alguém com ar mais humilde. Acredito que existam bons profissionais mas devo ter tido azar.
Daí o meu espanto ao assistir à cena de hoje. E não teve nada de especial, foi um simples caso de "tu precisas de ajuda e eu estou aqui para ajudar... mas também para ser sensível à tua condição e para respeitá-la, sem paternalismos de qualquer espécie".
Há momentos que fazem um dia valer a pena e este foi um deles.

10 comentários:

Rosmaninho disse...

Môri, o teu espanto e o de muitos deve-se apenas ao descrédito em que as coisas cairam, e àquilo contra o que luto permanentemente: julgar o indivíduo pelo todo ou então crucificá-lo para sempre por apenas um erro. É certo que muita coisa está mal, mas temos que abrir bem os olhos e procurar o bem, sob risco de enlouquecermos ou nos tornarmos seres frios e insensíveis. Felizmente, eu sei que os teus olhos e o teu coração estão sintonizados para o bem. Bejios, R

Rosmaninho disse...

Ai, que me enganei nos beijos... mas tu não levas este erro a mal, pois não?

Zig disse...

Parabéns pelo positivismo do teu texto, a maior parte dos blog's só fala de coisas negativas. Felizmente não necessito muito de ir a repartições públicas, e quando vou, por vezes acontece-me cada uma....

Uxka disse...

Ah cachopa, gosto tanto dos teus beijos como dos teus biejos!
XX

Zig, :)

sharkinho disse...

Eis um excelente exemplo do espírito blogueiro. Como se transforma uma situação banal do quotidiano num post interessante, positivo e agradável de ler.
Não se pode pedir mais.
Obrigado.

Fernando disse...

Algumas Lojas do Cidadão funcionam bastante bem. Uso a de Braga e nunca tive queixas, mas sei que nas maiores cidades (Porto e Lisboa) os utentes das LdC têm queixas semelhantes às das repartições públicas. Julgo que isso se deve à forma como os funcionários são escalados para as LdC.

Su disse...

gostei de saber q há momentos e gente assim
jocas maradas

Uxka disse...

Sharkinho, obrigada eu.
Fernando, suspeito que aprenderam com alguns eventuais erros das primeiras Lojas existentes e formaram impecavelmente aquelas pessoas ou então escolheram-nos a dedo... não sei como funciona, realmente, mas lá que dá gosto entrar ali, dá.
Su... :)

Beijos, pessoal...

Hipatia disse...

Fossem todas assim!...

funxinha disse...

tens razão eu nas férias estive lá para renovar o meu BI e o atendimento foi muito bom, as empregadas foram bastante simpáticas e como eu tinha urgência no BI (ia viajar)disseram que iam por como urgente e assim que estivesse pronto ligavam-me.Qual não foi o meu espanto quando no dia a seguir recebo uma chamada a dizer que já estava pronto.enfim 5estrelas,