02 fevereiro 2006

Amargo de boca

Não tenho andado bem. Todos têm o seu momento "down" e o meu veio e não se quer ir embora ando a perder a clareza de olhar não há vontade para nada não há paixão por nada até a música a minha eterna amante me deixa indiferente. Ao mesmo tempo todos os demónios cá dentro andam em convulsão afogam-me gritam-me aos ouvidos estão tão fartos de mim como eu deles mas não sabemos como nos livrarmos uns do outro. Os motivos são muitos não são para aqui chamados mas quando se está na mó de baixo qualquer ninharia assume proporções de gigante e serve para descer um degrau na escada que não se tem vontade alguma de subir.
Hoje tropecei por acaso numa dessas ninharias, a omissão. É diferente da mentira, mas não é melhor. Eu até compreendo, sabem-me frágil e querem poupar-me. Então não contam, não mencionam, o que eu não sei não me pode magoar. E quando confrontados com a suspeita (pois mesmo "down", o sexto sentido não abranda...), explicam tudo que a conversar é que a gente se entende, beijos e abraços, amigos como dantes mas com o meu pedido "Por favor não tornes a fazer isto, fala!" Mas parece que não me compreenderam o pedido pois a situação repetiu-se. Estou triste e amarga. Dói-me muito não sei bem o quê, a alma, o coração, o caraças...
Entretanto vamos racionalizar tudo e seguir em frente mas enquanto me lembrar, e se eu tenho memória de elefante, esta omissão repetida será uma pedra no sapato. E por um motivo tão banal. Que desperdício.

9 comentários:

Zig disse...

Aderi com o meu blog a uma campanha nos blog's contra a caça á baleia. Façam parte dela também!!!

Miguel disse...

Espero que o sistema saia do Down, o mais rápido possivel e com o FDS, ele passe para UP!

Eu sei que alguma situações são dificeis e só sentindo é que nós sabemos o que custa mas espero e desejo que a Boa disposição seja reinante!

Bjks da Matilde

Uxka disse...

Zig, já respondi ao teu apelo e algo mais na tua "casa". Obrigada :)

Miguel,
Ele há dias assim. Mas ainda vai havendo boa disposição por aqui e por ali. Obrigada e um beijo para os três.

wind disse...

Também detesto que me omitam coisas para me "poupar". Aliás é quando estamos down que o 6º sentido fica mais apurado.
O que tens a fazer é dormir e pensar que amanhã é outro dia, não continues com a pedra no sapato:)

Rosmaninho disse...

Môri, lembra-te das palavras do "Mestre"... tira essa pedra e guarda-a para o teu castelo. Vamos construí-los ao lado um do outro. Perdoa, mesmo que não esqueças, ou esse sentimento não te larga. Tu és melhor que qualquer pessoa que te magoe. Beijo grande, grande.

Uxka disse...

Wind, tu tens razão. E logo depois a pedra foi reduzida a pó. Ontem já foi. Amanhã não sei como será. Hoje estou aqui e estou bem.
Um beijo

Miga,
É complicado escrever/falar/agir "a quente". Não é meu hábito, fui treinada e treinei-me para pensar e tornar a pensar antes de o fazer. Isto foi mais ou menos novidade para mim e resultou. E tu e o "Mestre" têm razão, claro. A pedra passou a pó... de diamante. E és uma kida linda, mas não sou melhor não, lembra-te que "it takes two to tango". Beijo grande, grnade.

Uxka disse...

... grnde...eheheh, sempre disse que a Sangria era uma nódoa a Português!

funxinha disse...

eu compreendo a outra pessoa eu própria já fiz isso e confesso que me arrependo pois perdi uma pessoa que gostava muito por causa disso...porque mesmo sabendo que essa pessoa não queria que omitisse sabia que essa pessoa ia ficar chateado comigo sem razão e quis evitar isso:(sei que é dificil mas tenta perceber porque que essa pesso tomou essa opção mesmo depois de já teres avisado que não gostavas.beijos e tudo de bom pra ti

Uxka disse...

Funxinha, obrigada! Uma para ti... os exames são um barómetro muito falível do "saber" do aluno. Agora força que o Carnaval está a chegar.
Beijo