10 julho 2005

Chico


Tu ris, tu mens trop
Tu pleures, tu meurs trop
Tu as le tropique
Dans le sang et sur la peau
Geme de loucura e de torpor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda

Mata-me de rir
Fala-me de amor
Songes et mensonges
Sei de longe e sei de cor
Geme de prazer e de pavor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda

Vem molhar meu colo
Vou te consolar
Vem, mulato mole
Dançar dans mes bras
Vem, moleque me dizer
Onde é que está
Ton soleil, ta braise

Quem me enfeitiçou
O mar, marée, bateau
Tu as le parfum
De la cachaça e de suor
Geme de preguiça e de calor
Já é madrugada
Acorda, acorda, acorda, acorda, acorda


Chama-se "Joana francesa" e foi escrita para o filme com o mesmo nome, de Cacá Diegues (o que a net nos ensina).
Esta é para mim uma canção recorrente, obssessiva-compulsiva, e por aí fora. Tenho aquelas alturas em que vou bulindo e dou por mim a cantarolar baixinho "dan, dandan dandan... dan, dandan dandan..." até ver a compincha do lado a olhar "mas o que é isso?" e eu não sei dizer, nem sabia a nome, não está nos discos do Chico que temos em casa, mas é tão boa, escuta: dan dandan dandan...
É tão aparentemente simples, é hipnótica, e o modo como as duas línguas se enleiam tão despudoradamente a ponto de uma se ler na outra...
Não há palavras e se as há, já estão a mais.

São 11.48 e está tudo bem

2 comentários:

Cristina disse...

Clap clap clap. E obrigada do lado de cá do Atlântico. :)
Chico é meu preferido, não sei ser fã...mas o admiro.
Sou "problemática"..gosto de todas as músicas ;P...acho dificílimo escolher apenas uma - ando com "valsinha" na cabeça - acredito que fica claro, ouvindo Chico, que a língua portuguesa é rica, linda e saborosa.
Ontem, domingo, passou um "especial" sobre Chico num canal de TV brasileiro..não, não foi no GNT.

Dáry disse...

Mas... mas.... com o "Livrão" em casa e não a tens?!!!... Procura lá melhor...